top of page

Desbloqueie sua Criatividade Musical e Domine o Processo Criativo

Atualizado: 23 de jul. de 2023

Se você é um músico em busca de inspiração e desenvolvimento criativo, dominar o processo de criação é essencial para compor obras originais e relevantes. Neste blog, vamos explorar - de maneira sucinta - o passo a passo de como desenvolver sua criatividade musical.


Mapa do processo criativo musical - Rafael Piccolotto de Lima

O Mapa do Processo Criativo Musical


Durante os últimos anos eu venho focando grande parte da minha energia no aperfeiçoamento do meu curso de Processos Criativos Musicais e, através desse processo educativo, eu criei um método para guiar meus alunos no seu fazer musical. Para fins didáticos, eu dividi o processo em 8 etapas que eu chamo de o "Mapa do Processo Criativo Musical".



1 - Inspiração/Motivação

É importante entender - em um nível profundo - o que realmente te motiva a criar; quais são suas influências, suas preferências, seus sonhos artístico e tudo aquilo que funciona como fundação do seu fazer musical. Além disso, quando começamos a pensar em uma criação específica, é bom refletir sobre por que você está compondo e para quem.


2 - A ideia geral

Antes de começar a compor, é fundamental ter uma ideia geral em mente. Entenda o projeto como um todo, defina sua visão artística e as principais características musicais que funcionarão como norte para sua criação. Essa clareza sobre a ideia geral do projeto vai ajudar a guiar seu processo criativo composicional e de arranjo.


3 - O universo criativo

Explore diferentes referências musicais e entenda o contexto em que sua música irá existir. Ouça gravações que se relacionam à visão artística da sua futura obra. Amplie seu repertório e deixe-se inspirar por diversas criações musicais e artistas. Tudo isso vai ajudar enriquecer sua linguagem musical e fortalecer as raizes da sua futura criação.


4 - O material musical

Agora é hora de deixar sua criatividade solta. Brinque com diferentes elementos musicais e experimente novas abordagens para estimular sua imaginação. Nesse momento você deve baixar a guarda - o senso crítico interno - e deixar o processo fluir sem grandes restrições. A ideia é gerar uma boa quantidade de materiais musicais que possam ser explorados durante o desenvolvimento da obra.


Rascunho do material musical feito a mão - parte do processo criativo musical
Rascunho do material musical feito a mão - parte do processo criativo musical

5 - Desenvolvimento de ideias

Aprofunde então suas ideias favoritas. Use técnicas composicionais e de arranjo para expandir e enriquecer o material musical que você gerou até agora. De um ponto de vista micro, crie pequenos temas, pense em progressões harmônicas, figuras de acompanhamento, etc. De um ponto de vista mais macro, pense em momentos musicais ao longo da obra, ideias de como a musica poderá começar, terminar, e ideias para sessões de solos ou transições.


6 - Construção do tema e estrutura da música (e arranjo)

Com todo esse material em mãos é hora de dar forma à sua música consolidando suas melhores ideias em uma estrutura linear e coesa. Neste momento você já deve ter uma boa noção de como a música será, apesar de não ter escrito tudo em detalhes.


7 - Desenvolvimento e escrita completa

É hora então de colocar a mão na massa e dedicar-se à escrita completa da sua composição. Já ouviu falar do ditado dos "10% de inspiração e 90% de transpiração"? Agora estamos no centro dos 90% de transpiração! Como um criador completo, você vai desenvolver todo material musical e escrever tudo que acontecerá na música. Nesse momento, o que antes era uma imagem turva - a distância - da sua criação musical completa, agora toma corpo, forma, ganha nuances e detalhes.


Exemplo de grade orquestral para big band - final do processo criativo musical
Exemplo de grade orquestral para big band - final do processo criativo musical

8 - Revisão, edição, preparo de partituras e plano de realização

Com a música toda escrita, revise e edite sua composição/arranjo para aprimorar detalhes e garantir uma boa performance. Prepare partituras adequadas e crie um plano para realizar sua música, seja através de uma apresentação ao vivo ou gravação.



Desbloquear sua criatividade musical pode ser algo muito gratificante e desafiador. Ao entender e dominar o processo criativo, você terá mais controle da sua expressão artística e condições de criar composições únicas e cativantes. Siga os passos apresentados neste blog e embarque em uma jornada de descobertas musicais. Lembre-se de que a prática constante e a exploração criativa são essenciais para o desenvolvimento do seu talento. Desperte sua criatividade, mergulhe no fluxo criativo e surpreenda-se com o resultado!


E se quiser um professor experiente para te guiar nesse processo, eu te convido a conhecer meu curso de “Processos Criativos Musicais”. Eu ofereço ele em dois formatos:

  1. Aulas gravadas e sessões em grupo para tirar dúvidas.

  2. Mentoria: acompanhamento individualizado comigo.


Eu preparei uma aula introdutória gratuita caso você esteja interessado!

É só clicar no botão abaixo e se registrar aqui no site com seu melhor email.

 
Rafael Piccolotto de Lima - Compositor, arranjador, diretor musical, produtor musical e educador
Sobre o autor

Rafael Piccolotto de Lima foi indicado para o Grammy Latino como melhor compositor erudito. Ele é doutor em composição de jazz pela Universidade de Miami e tem múltiplos prêmios como arranjador, diretor musical, produtor e educador.


Suas obras foram estreadas e/ou gravadas por artistas como as lendas do jazz Terence Blanchard, Chick Corea e Brad Mehldau, renomados artistas brasileiros como Ivan Lins, Romero Lubambo, e Proveta, e orquestras como a Jazz Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica das Américas e Metropole Orkest (Holanda).


Criadores musicais (conteúdo educacional):

Rafael Piccolotto de Lima (conteúdo artístico):
59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page